É Assim que se Fala:
Ajudá-lo ou ajudar-lhe?

Você saberia responder quais são as construções corretas:

Devo ajudá-lo ou ajudar-lhe?
Preciso obedecê-lo ou obedecer-lhe?

O certo é:
Eu devo ajudá-lo e Eu devo obedecer-lhe.

Por quê?

O pronome pessoal oblíquo “o” (o, a, os, as, lo, la, los, las) dever ser usado para substituir objetos diretos:

Eu o encontrei. (encontrei quem?)
Eu devo ajudá-lo (ajudar quem?)
Eu não a vi. (vi quem?)

O pronome “lhe”, como complemento verbal, substitui os objetos indiretos:

Eu não lhe obedeço. (obedeço a quem?)
Eu devo dizer-lhe a verdade. (dizer a quem?)
Eu lhe entreguei os documentos. (entreguei a quem?)

Quem “decide” se o objeto é direto ou indireto é o verbo. Em caso de dúvida, vá ao dicionário. Lá você vai encontrar a regência do verbo (se pede ou não a preposição).

Quem ajuda ajuda alguém. Ajudar é transitivo direto, por isso “devo ajudá-lo”.

Quem obedece obedece a alguém. Obedecer é transitivo indireto, por isso “devo obedecer-lhe”.

Aproveitando, as formas “eu te amo”, “eu te vi” e “eu te quero bem” são corretas, desde que o tratamento seja feito em segunda pessoa (tu).

Se o tratamento for em terceira pessoa (você), devemos dizer “eu o amo”, eu a vi”, e “eu lhe quero bem”.

É isso. Até a próxima.

Vanda Franco
Professora de Comunicação e Expressão Verbal do Instituto Monitor

Leave a Comment

Filed under É assim que se fala!

Deixe um Comentário