Mundo Eletrônico: O que faz um técnico em Eletrônica?

Muito se fala sobre quais cursos deveremos cursar para conseguirmos uma boa posição no mercado de trabalho. Fatores como remuneração, chances de crescimento, promoção e oferta de emprego são sempre citadas. Mas pouco se fala sobre como cada profissão atua, e quais serão as competências necessárias ao profissional.

No post de hoje, tentaremos então mostrar o que se faz um técnico em Eletrônica! Quem se interessa pela profissão poderá ver com o que, de fato, trabalhará e terá que lidar durante sua carreira.

O técnico dos aparelhos

Uma pessoa formada como Técnico em Eletrônica é capaz de, basicamente, mexer com aparelhos. Fazer o conserto de televisões, rádios, computadores entre outros aparelhos, industriais e domésticos. E não somente consertos: o técnico em Eletrônica também é capaz de projetar estes aparelhos, e executar a montagem de todos eles.

Parece pouca coisa, mas o técnico em Eletrônica é uma das profissões mais completas e complexas de se trabalhar. Isso porque hoje em dia os aparelhos são complexos.

Uma simples televisão, por exemplo, hoje vem equipada de fábrica com conversores, cabos, telas planas, telas de LED, entradas USB, entradas para HDMI… são bem mais sofisticadas que as antigas televisões de tubo, e por isso exigem que quem a conserte seja um profissional que saiba como funciona o mecanismo deste aparelho.

O conserto é uma das mais antigas funções do técnico em Eletrônica. Com um bom nicho de mercado – sobretudo com o surgimento de redes autorizadas para reparos em aparelhos como Sony, LG, Philips e outras -, é uma boa oportunidade para quem deseja entrar no mercado, pois um profissional de confiança e que saiba lidar com a rápida evolução dos aparelhos são bem pagos.

Mas além dos consertos, saber projetar novos aparelhos, que superem as funções e qualidades do antigo, também é bastante lucrativo. No mundo atual, quanto mais novidades o aparelho apresentar, mais rentável é o comércio dele. Celulares e computadores sempre buscam inovações em seu design e funções, e o técnico de Eletrônica que souber criar, inovar no sistema operacional destes aparelhos, mais valorizado no mercado ele será.

A montagem dos aparelhos também exige expertise de quem está lidando com ela. Se o projeto for complexo, apenas um profissional gabaritado e bem ensinado poderá executá-lo, o que reafirma a importância de dedicação no curso técnico em Eletrônica.

O mercado de trabalho, então...

Sim, é bem motivador. Sobretudo se o técnico souber trabalhar com novas plataformas e equipamentos eletrônicos, como smartphones e tablets. O mercado permite que a pessoa trabalhe em empresas de renome, como projetista e verificador de projetos, nas áreas de telecomunicações, energia elétrica, automação industrial, informática, prestadoras de serviços, indústrias em geral e laboratórios de controle de qualidade e pesquisa.

O profissional também pode trabalhar de forma autônoma, montando sua empresa de consertos ou montagem de produtos eletrônicos. Atendimento à domícilio, ou mesmo prestando consultoria a outras empresas, é um ótimo negócio para quem pretende começar.

Se interessou? O Instituto Monitor oferece o curso técnico em Eletrônica na modalidade à distância online, que confere não somente o diploma ao aluno (válido em todo o país), mas também o registro no CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia). Para se matricular, basta ligar para (11) 3555-1000 ou acessar o site http://www.institutomonitor.com.br/curso-tecnico-em-eletronica-online.aspx

Semana que vem, saberemos mais sobre o mercado de trabalho de um técnico em Eletrônica. Até mais!

Leave a Comment

Filed under Mundo Eletrônico

Deixe um Comentário