Category Archives: Mundo Eletrônico

Mundo Eletrônico: LED, LCD e Plasma

No mundo da Eletrônica, é sempre muito importante estar atualizado acerca das últimas tecnologias. E como técnico de Eletrônica, no Brasil, sempre é responsável pelos consertos de televisões em geral, vale a pena dar uma olhada no que mudou nos últimos anos na tecnologia de televisores em geral, para então saber como lidar com cada um deles.

Desde o início do século XXI, vimos os televisores de tubo serem substituídos por aparelhos cada vez mais finos e com maior qualidade. No geral, três modelos nos foram apresentados: o plasma, o LCD e o LED. Vamos descobrir quais são as diferenças entre cada um deles?

Em comum

Antes de sabermos as diferenças entre cada tipo, temos primeiro que entender o que elas têm em comum.  Todas as TV’s de tela fina possuem uma espécie de “recheio” dentro delas. No meio, temos o backlight, que faz as imagens serem formadas ao receberem o sinal. Cobrindo o backlight, há os eletrodos, que servem para levar energia ao sistema. A seguir, duas camadas de células de óxido de magnésio, para proteger o backlight. No final, vem duas camadas externas de lâminas de vidro.

O plasma

De todos os televisores, a tela de plasma é a mais complexa de todas. O backlight dessa televisão é formado por uma malha de células revestidas de fósforo colorido. Nessas células há gases que, ativados pela eletricidade, emitem uma luz de tom fosforescente.  Cada pixel é formado pelos fósforos verde, azul e vermelho, regulados de acordo com a demanda da imagem.

LCD – Luz fria formando imagens

A tela de LCD funciona de um jeito diferente. Todas são formadas por CCFL, que em inglês significa “lâmpada fluorescente de cátodo frio”. Único problema é que essa luz não tem cor, por isso, nas TV’s de LCD, há junto ao backlight um filtro colorido RGB (Red, Green e Blue – Vermelho, Verde e Azul), que ajuda não só a dar as cores, mas também controlar a intensidade de cada uma delas.

Emitindo Luz

As TV’s de LED funcionam similarmente às TV’s de LCD, embora apresente diferenças cruciais. LED, em inglês, é a sigla de diodo emissor de luz. Ou seja, o backlight deste modelo é formado de diversos diodos que emitem luzes coloridas. Para cada pixel na tela, um existe um diodo de luz azul, verde e vermelha. A diferença crucial deste modelo está que, enquanto no LCD precisa de um filtro RGB, no LED as luzes já são emitidas coloridas, e na quantidade de cores certa, o que faz com que a TV de LED seja mais fina.

Agora que sabemos do que são formados as TV’s de cada tipo, como funcionam, podemos entender como se conserta. Mas para isso, é necessário um curso técnico em Eletrônica, para garantir que o conserto será completo e eficiente. O Instituto Monitor oferece curso técnico a distância, permitindo que você estude a seu tempo e seu ritmo. Basta se matricular pelo site http://www.institutomonitor.com.br/curso-tecnico-em-eletronica.aspx e aproveitar!

Até semana que vem

Leave a Comment

Filed under Mundo Eletrônico

Mundo Eletrônico – A História da Eletrônica – Parte VII

Boa tarde! Enfim chegamos ao grande momento. Depois de seis semanas aprendendo com os grandes gênios sobre o mundo eletrônico, agora veremos a história do aparelho que é a cara do século XXI. Vejamos, para finalizar nossa história, a história de como surgiu o computador.

Vamos lá?

E tudo começou com uma  calculadora…

Apesar de não ser a função principal de um computador, eles jamais existiriam se não fosse o desejo do homem de poder fazer cálculos mais corretos e certeiros. Apesar de muitos aparelhos terem sido usados ao longo da história para este fim – o ábaco, por exemplo – nenhum tinha um componente que fizesse contas de forma rápida e ao mesmo tempo correta.

Em 1936, tivemos o primeiro modelo desenvolvido de calculadora programável, a “ZUSE Z1″. Criada pelo alemão Konrad Zuse, era ainda um protótipo das calculadoras atuais, pois somente trabalhava com componentes mecânicos.

Três anos depois, o primeiro computador totalmente automático foi construído. Chamado de Mark I (ou Automatic Sequence Controlled Calculator), Howard Aiken foi o responsável por esta invenção, com pesquisas na Universidade de Harvard. Nesta época, na Universidade da Pensilvânia, John von Neumann propõe a arquitetura de computadores, formada por uma unidade que
centralizaria o processamento da máquina (a CPU), e por uma outra que armazenaria os programas (as funções a serem realizadas), que era a unidade de memória.

Em 1941, é desenvolvida a calculadora SUZE Z3 que incluía cerca de 600 relés  para os cálculos e 2000 relés para memória, trabalhando com o código binário “Leibnizsche”. Esse código seria muito importante para o funcionamento dos futuros computadores.

1944: o primeiro computador programável, o Mark 1, é desenvolvido nos EUA por Howard H. Aikens.

Dois anos depois, a Universidade da Pensilvânia volta a tomar a dianteira na busca pelos computadores.  Lá, Eckert e Mauchly criaram o primeiro computador digital eletrônico, ENIAC  – Electronic Numeral Integrator and  Calculator – que utilizava 1500 relés e cerca de 18000 válvulas eletrônicas. O consumo de energia era de  150 kW, seu peso de aproximadamente 30 toneladas e ocupava uma área de 140 m2 , e era 1000 vezes mais rápido que o Mark 1.

Ao entrarmos na década de 50, tivemos a criação do UNIVAC (Universal Automatic Computer), o primeiro computador que lidou com dados numéricos e alfabéticos ao mesmo tempo. Também foi o primeiro computador disponível para venda no comércio, e foi usado no censo americano da década de 50.

Em 1961, a IBM da Alemanha cria o teleprocessamento. Os dados que fossem transmitidos em serial ou em paralelo por meio de uma linha telefônica poderiam ser reprocessados de um computador diretamente.

1963, é criado o primeiro mini-computador pessoal comercial.

Em 1969, temos a criação da internet! Por meio do sistema ARPANET, uma rede de computadores ligados internamente, foram iniciados os primeiros estudos para a criação de uma rede global.

E como foram com elas que se iniciaram os computadores, nada mais justo que elas também evoluíssem. A HP, empresa importante do ramo da Informática,  criou em 1974 a primeira calculadora programável de bolso.

E em 1983, temos um ano histórico: os computadores são barateados e disponibilizados a todos por um preço acessível. Tornam-se populares, e temos a ascensão dos computadores pessoais, discos flexíveis e dispositivos de armazenamento de informação.

Óbvio que, com computadores populares, não demorou para que grandes marcas começassem a surgir. A Apple lança, em 1984, o seu MacIntosh, enquanto a Microsoft começa a produzir, em 1985, o Microsoft Windows 1.0.

Por fim, em 1992, temos a ascensão da Internet comercial. E o mundo da Eletrônica continua se desenvolvendo desde então, com novos aparelhos, recursos e descobertas. Mas isso é coisa para você descobrir conforme o tempo passa. E, quem sabe, fazer parte desta história.

O técnico em Eletrônica

Este profissional é o principal responsável por controlar a eletricidade para montagem de aparelhos. Portanto, saber como ela funciona, e de que forma foi descoberto esse tipo de manipulação da eletricidade, é fundamental para uma boa formação.

Se ser um bom técnico é seu objetivo, por que não tentar o curso do Instituto Monitor? Suas dúvidas sobre a profissão, incluindo sobre a História da Eletrônica, serão sanadas, e você poderá dar um upgrade na sua carreira. Basta se matricular pelo site http://www.institutomonitor.com.br/curso-tecnico-em-eletronica-online.aspx.

Até semana que vem!

Leave a Comment

Filed under Mundo Eletrônico

Mundo Eletrônico: A História da Eletrônica – Parte VI

Bem vindos, técnicos em Eletrônica. Prontos para conhecerem a penúltima parte de nossa jornada pela história da Eletrônica? Vamos adentrar nos detalhes da criação de um aparelho que revolucionou o cotidiano das famílias e das pessoas em geral. Estamos falando da televisão, é claro.

Para tanto, vamos mudar um pouco a ordem de como contamos essa história. Até o momento, contamos em ordem cronológica, conforme os fatos iam acontecendo. Mas agora, contaremos somente sobre a criação da televisão. Então, não se espantem se semana que vem encontrarmos algumas datas repetidas, porém sobre outras descobertas e criações que revolucionaram a Eletrônica.

Vamos prosseguir?

Em 1928, tivemos as primeiras experiências com a televisão. O inglês Paul Dirac, neste ano, escreve a equação relativística para o elétron. Armstrong, por sua vez, prevê a modulação por frequência. Mas foi o físico alemão Paul Nipkow quem obteve os primeiros resultados com a televisão, ao transmitir as primeiras imagens sem fio. Lembremos que nessa época já existia o cinema, então foi uma vitória a transmissão sem fio.

Em 1930, por sua vez, Blumldin e Schönberg desenvolveram um sistema  comercial para tratar  a imagem elétrica produzida pelo tubo de Zworykin para permitir o transporte à distância e a  reconstituição local, dando os primeiros passos para a criação da televisão.

No ano seguinte, enquanto o alemão Wolfgang Ernst Pauli prevê a existência de uma partícula neutra no átomo (que na época se chamaria neutrino), acontecia a primeira transmissão eletrônica de imagens em Berlim. O que difere essa transmissão do cinema? Simples: até hoje, o cinema funciona como transmissão de sequência de fotos, que transmitidas em seguida, formam movimento. A televisão funciona como transmissão eletrônica de imagens, e a transmissão de Berlim foi um avanço nesse sentido. Neste mesmo ano, Allen Dumont inventa o osciloscópio.

Com isso, tivemos a invenção das primeiras televisões em preto-e-branco. Em 1936, por exemplo, os Jogos Olímpicos de Berlim foram televisionados para diversas casas, consolidando o poderio de Hitler e de sua ideologia nazista. Mas, enquanto a televisão engatinhava em preto e branco, o cinema já visualizava as técnicas technicolor para colorir os filmes. A televisão a cores era um desejo de todos que trabalhavam com eletrônica.

Em 1941, os EUA dão passos significativos para a conquista desta ambição. Começam, neste ano, os primeiros testes para o surgimento de programas a cores. Porém, foi somente na década de 60 que a programação a cores foi realmente implantada com sucesso. No Brasil, por exemplo, somente na copa de 1970 tivemos uma transmissão a cores.

Em 1968, a empresa eletrônica alemã Grunding introduziu o conceito de foto-telegrafia ao permitir a transmissão de imagens através de linha telefônica. Já em 1979, a Sony desenvolve o primeiro gravador cassete. A Matsushita Inc. patenteia a tela de cristal líquido para televisão.

E desde então este aparelhinho só vem se desenvolvendo e se tornando ainda mais moderno. De lá para cá tivemos televisões de tubo, tela de cristal, LCD, Led, com vídeo cassete, DVD, Blu-ray, entre tantos outros.

Mas mais do que a TV, teve um aparelho que revolucionou o modo de viver das pessoas, sobretudo nos últimos dez anos. Estamos falando dos computadores. Como eles surgiram e como entraram em nossas vidas? É o que veremos semana que vem, na última parte da “História da Eletrônica”.

O técnico em Eletrônica

Este profissional é o principal responsável por controlar a eletricidade para montagem de aparelhos. Portanto, saber como ela funciona, e de que forma foi descoberto esse tipo de manipulação da eletricidade, é fundamental para uma boa formação.

Se ser um bom técnico é seu objetivo, por que não tentar o curso do Instituto Monitor? Suas dúvidas sobre a profissão, incluindo sobre a História da Eletrônica, serão sanadas, e você poderá dar um upgrade na sua carreira. Basta se matricular pelo site http://www.institutomonitor.com.br/curso-tecnico-em-eletronica-online.aspx.

Semana que vem, falaremos mais sobre a última parte da História da Eletrônica. Até lá!

Leave a Comment

Filed under Mundo Eletrônico