Category Archives: Administração Inteligente

Administração Inteligente: como manter a alta performance

Um dos principais desafios para o profissional do ramo administrativo é manter sua performance em alto desempenho. Incentivar também os colaboradores a sempre manter sua performance em alta é particularmente complicado, pois depende de diversos fatores e, sobretudo, de muita disciplina e vontade.

Porém, há alguns pequenos “truques” que conduzem a uma performance de alto rendimento por parte dos administradores, que conduzem a uma atuação de sucesso. O post de hoje dará essas dicas, para que você, técnico em Administração, possa sempre dar o seu melhor!

E comecemos com…

1. Imaginação: o primeiro passo para o alto rendimento é ter bem traçado o objetivo a ser alcançado. Quanto melhor for o seu objetivo, melhor a realização. Por isso, tenha imaginação e trace muito bem a sua meta, para que assim você possa ter um bom caminho pela frente.

2. Crença: confiança naquilo que se faz também é importante para obtenção de bons resultados. Por isso, deve-se ter, desde o início, a certeza absoluta de que vai conseguir atingir o objetivo. Essa confiança ajudará a ter forças para conseguir superar as adversidades que vierem pelo caminho.

3. Planejamento: não se consegue nenhum resultado positivo sem ter o planejamento de ações. Saber antecipadamente quais são os riscos, como lidar com eles, quais serão os problemas a se enfrentar, o que precisa fazer para alcançar o objetivo, quem pode ajudar, quais serão os custos, etc.

4. Ação: é a iniciativa de começar. Não importa o tamanho da ação: comece. Com passos pequenos, pode-se chegar lá.

5. Resistência: normalmente, o cérebro humano tenta, a todo custo, mantê-lo – ou trazê-lo de volta – para o estado onde estava antes. É a parte em que buscamos sempre a zona de conforto. Resista a este impulso.

6. Avaliação: o processo criativo deve ser constantemente avaliado criticamente. Avaliar o que está dando certo, errado, o que mudar, o que continuar fazendo, e fazer os devidos ajustes.

7. Resolução: é a fase em que se supera a resistência e o plano segue o fluxo planejado.

8. Confiança: é a hora em que, por meio de visualização dos resultados positivos, se ganha força para continuar seguindo com o plano.

9. Grande Dúvida: é o instante crucial da jornada pela alta performance. É o momento decisivo de saber se o projeto irá para frente ou não. Há uma grande relutância nesta hora, e muitas pessoas desistem, mas se houver a mínima chance do projeto dar certo, não desista. Repita todos os passos anteriores e vá em frente. Agora, se o projeto se tornou inviável, independente do que aconteça… saiba como reconhecer e mude-o. Saber quando parar também é benéfico para a empresa, sobretudo se evitar prejuízos.

10. Persistência: aqui, o profissional sabe usar a Resistência a seu favor. Depois de tanto persistir em seu projeto, o administrador consegue usar essa persistência para identificar se sua meta será batida ou não. Além disso, treina sua capacidade de perseverar – importante para ter sucesso – e pensar criticamente.

11. Hábitos Vencedores: este item é um resultado lógico de todo o processo feito até o presente momento. Não se cria hábitos vencedores sem planejamento, crítica e, sobretudo, muita vontade.

12. Sucesso: enfim, alcança-se a meta.

Um importante fator também que se deve ter em mente é que todo este trabalho só valerá a pena se o técnico em Administração tiver bons conteúdos a apresentar. Para se manter ativo e ser um bom administrador, com projetos rentáveis e propostas interessantes. Uma boa formação ajuda o técnico a obter esta bagagem. A recomendação do blog hoje, portanto, é o curso de técnico em Administração do Instituto Monitor. Com a formação técnica e as dicas de hoje, você com certeza alcançará o sucesso. Basta se matricular pelo site http://www.institutomonitor.com.br/curso-tecnico-em-administracao.aspx.

Bom feriado!

Leave a Comment

Filed under Administração Inteligente

Administração Inteligente: Dicas para se manter competitivo

Um dos maiores desafios para um administrador é manter o negócio ao qual se dedica altamente competitivo perto de seus concorrentes. Maior do que uma questão de preço, é preciso saber técnicas de produção, custos, vendas, marketing, dentre outras coisas que influenciam no momento de vender o produto ou serviço aos clientes.

Ser competitivo, de fato, não é tarefa fácil.  Mas, para isso, há alguns segredos que podemos praticar para poder ter força no mercado. O contador e pedagogo Lauro do Prado deu algumas dicas úteis que ajudam todo administrador. Vamos a elas?

1. Entender a própria organização: aqui, cabe entender qual é a razão de ser da empresa. Afinal, por que ela foi criada? Certamente, para atender a uma necessidade do mercado, mas qual delas? De que forma? O que torna a sua empresa única, com sua marca e diferente das demais?

O modelo social, estatutário e o regime fiscal podem definir o modo de gestão formal a ser cumprida. Busque entender esses aspectos que podem ser conflitantes com a definição operacional e gerencial.

Lembre-se também que a organização nasce para a perpetuidade e as pessoas são transitórias. Atue hoje com a percepção clara que deve passar o bastão mais à frente (Lauro Prado).

2. Saber e atuar na formação da cultura de gestão estratégica na organização: toda empresa possui processos de ações formais e informais. Entender como essas ações funcionam é fundamental para entender a cultura da empresa, e com isso saber gerenciar e planejar as atitudes a serem tomadas, interna e externamente.

O gestor deve se envolver na condução da cultura para obter um modelo de gestão inovadora (liderança-conhecimento técnico-método analítico), tendo como base: método consistente de trabalho, liderança construtiva e uma comunicação simples (Lauro Prado).

3. Ações focadas na definição estratégica: Direção, Planejamento, Controle e Realização. Essas devem ser as leis que regem a administração de uma empresa.  Realização e produção por si só não devem ser o objetivo, porque isso envolverá custos desnecessários, além de desgaste de toda a equipe.

O ideal é ter a noção clara para onde querem ir, planejar como chegará lá, realizar rigorosamente o que planejou e essencialmente controlar (planejado x realizado) mantendo a empresa na direção estratégica definida (Lauro Prado).

 4. Orientar-se por processos: toda empresa deve se guiar por processos. Além de ajudarem a dividir as atividades em etapas (que podem ser facilmente fiscalizadas), elas são úteis para mapeamento e documentação de tudo que aconteceu na empresa.

 

O gestor deve se ater nos processos críticos isolando-os para exercer a gestão a partir desses processos.
Deve criar, manter e analisar os indicadores de performance, atuando sempre nas causas de sucesso e insucesso, recompondo-as no planejamento de maneira contínua (Lauro Prado).
5. Capturar a subjetividade: há muito mais envolvido no processo de produção do que os simples atos mecânicos. Motivação dos colaboradores, potencial de produção não utilizado, capacidade ociosa, etc. Saber capturar esses elementos é vital para entender onde sua produção está sendo desperdiçada.
Monitore e controle os custos escondidos da mesma maneira que você controla o custos formais da sua organização (Luiz Prado).
6. Compreender e administrar a formação de preço dos produtos e serviços: o processo de avaliar qual será o preço final de um produto ou serviço não é tão simples quanto parece. Muitos fatores interferem no preço final, além do preço inicial. Então, o mais fácil é saber controlar os custos de produção. Com isso, saberemos ao menos o preço a cobrar para não empatar ou dar prejuízo.
O gestor deve constituir um painel onde, além dos custos operacionais, devem ter os seguintes indicadores controlados:
  1. Internos: Capacidade Instalada, Processos, Funcionários e Procedimentos;
  2. Capital de Giro: Contas e Pagar e a Receber, Estoques e Prazos
  3. Externos: Inflação, Impostos, Câmbio e Marketing;
  4. Societários: Sociedade, Participação nos Lucros, Geração de Caixa e Criação de Valor (EVA) (Lauro Prado)
7. Sempre aprender: o mundo está em constante mudança. Por isso, os consumidores, os processos de produção, os concorrentes… todos eles mudam também. É preciso estar em constante aprendizado, para que possa estar atualizado e pronto para competir!
Uma empresa é um organismo vivo que muda constantemente e requer um modelo de gestão e profissionais extremamente dinâmicos que respondam adequadamente a essas mudanças. Os gestores devem assimilar a capacidade de aprender sempre (Lauro Prado).
Aprender é um importante passo. Temos de estar sempre atualizados e prontos para encarar o mercado. Uma das formas de aprender e se preparar é por meio do curso técnico em Administração do Instituto Monitor. Com o material didático, você pode estudar a distância, e ainda aprender várias técnicas de administração e gestão. Matricule-se pelo site http://www.institutomonitor.com.br/curso-tecnico-em-administracao.aspx e confira o quanto pode aprender!
Até semana que vem.

Leave a Comment

Filed under Administração Inteligente

Administração Inteligente: tornando-se um profissional diferenciado

O mercado de trabalho, de um modo geral, exige hoje que o profissional seja diferenciado. O destaque necessário, que fará com que este trabalhador seja disputado pelas empresas, vem de diversos fatores que devem ser conhecidos, sobretudo, por quem pretende trabalhar no ramo empresarial.

Hoje, pensando nisso, trouxemos alguns fatores que fazem com que o profissional seja mais competitivo, e tenha sucesso em sua carreira.

Vamos lá?

1. Entusiasmo para o aprendizado: a zona de conforto pode parecer uma boa ideia de início, mas não é vista com bons olhos pelos gestores. É preciso pró-atividade, curiosidade, buscar sempre o novo. Quem sempre busca aprender está sempre atualizado e, portanto, não fica para trás de nenhum modo.

2. Ambição de carreira: este preceito está muito ligado com a sede de aprendizado. Quem tem ambição de carreira está sempre procurando crescer e, consequentemente, busca sempre melhorar. Não à toa, esta ambição faz com que a pessoa tenha foco e objetivo, dois valores também muito respeitados pelas grandes empresas. Saber o que quer, e como conseguir – desde que respeitando os limites éticos da profissão, é claro – é sempre muito bem vindo.

3. Flexibilidade e capacidade de se adaptar a mudanças: as organizações seguem o ritmo do mundo. Ou seja, são ágeis e dinâmicas, e passam por transformações o tempo todo. Se a pessoa não souber se adaptar, e se manter sempre constante, não vai conseguir trabalhar neste novo mercado de trabalho.

4. Saber trabalhar em equipe: é comprovado que o trabalho em equipe é mais eficiente que o trabalho individual. Além dos resultados aparecerem mais rapidamente, o trabalho em equipe faz com que os envolvidos desenvolvam melhor suas habilidades, já que terão pessoas para estimular e criticar seu serviço. Por isso, saber trabalhar com mais pessoas é essencial para um bom desempenho.

5. Saber falar mais idiomas e ter conhecimentos em Informática: há duas coisas certas no mundo atual: ele é altamente conectado, informatizado; e ele é globalizado. O planeta está interligado graças aos computadores. Por isso, saber usar esta ferramenta e falar outras línguas é tão importante quanto sua formação profissional.

6. Comunicação: nada adianta todos os fatores acima serem bons, se você não souber reportá-los aos seus superiores. A comunicação é ferramenta essencial para o bom andamento dos trabalhos, pois permite que o feedback e o andamento do serviço sejam plenos e garantidos. Sem a comunicação, muita coisa pode sair errada…

7. Criatividades perante problemas e decisões difíceis: enfrentar situações ruins não é fácil para ninguém. Porém, o bom profissional é aquele que sabe superar as crises, e transforma as dificuldades em ações benéficas, a seu favor. Criatividade para fazer do problema uma solução, e com isso superá-lo, é uma qualidade tão rara que o mercado sente a falta deste tipo de profissional. Desenvolva esta habilidade e o emprego estará praticamente garantido.

Estas e outras dicas importantes de empregabilidade podem ser aprendidas por meio do curso técnico em Administração do Instituto Monitor. Com o material didático, você pode estudar a distância, e ainda aprender várias técnicas de administração e gestão. Matricule-se pelo site http://www.institutomonitor.com.br/curso-tecnico-em-administracao.aspx e confira o quanto pode aprender!

Até semana que vem.

Leave a Comment

Filed under Administração Inteligente